Desenvolvido por WEKSLLEY SANTOS MACHADO

© NEMHAM - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
PROIBIDO SUA REPRODUÇÃO TOTAL OU PARCIAL.

Siga-nos nas redes sociais!

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle

Entrevista com o mestrando Antonio Marcos Lemos (UEMA)

October 1, 2019

Em síntese, Antonio Marcos Lemos é graduado em História pela Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), é especialista em Ensino de História pela Faculdade de Teologia Hokemãh (FATEH), Pós-graduação Lato Sensu. É também especialista em Metodologia do Ensino Superior pela Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UEMASUL), Pós-graduação Lato Sensu. É Mestrando em História pela Universidade Estadual do Maranhão (PPGHIST-UEMA). É pesquisador dos laboratórios Brathair - (Núcleo de Estudos Celtas e Germânicos) e do Mnemosyne - (Laboratório de História Antiga e Medieval da Universidade Estadual do Maranhão).É membro do NEMHAM-CNPq/UEMASUL (Núcleo de Estudos Multidisciplinares de História Antiga e Medieval).

 

Acompanhe a entrevista que a equipe do NEMHAM realizou com o pesquisador:

1 - Em resumo o que o seu projeto aprovado no mestrado discorre? 

 

Marcos: O projeto de mestrado é fruto da continuidade do estudo desenvolvido na monografia, onde trabalhei com a temporalidade da Baixa Idade Média portuguesa, mais especificamente com a Revolução de Avis ocorrida entre 1383-85. Para essa nova fase a proposta foi trabalhar com o tema: MODELOS EDUCATIVOS DE COMPORTAMENTO: Fernão Lopes e D. Duarte Ordenadores da memória em Avis, voltando-se agora para os desdobramentos do movimento avisino, propondo uma analise da construção de Modelos Educativos de Comportamento por meio da literatura doutrinária empreendida pela Casa Real de Avis, pois acredito que os monarcas da referida casa real empreenderam um discurso para além da afirmação de sua legitimidade, tendo por objetivo principal moldar a nova nobreza que havia acompanhado a ascensão de D. João de Avis, formando assim "modelos" a serem seguidos, impregnando no imaginário social um ritual novo, cristalizando na memória coletiva os feitos do grupo vencedor dos acontecimentos de 1383-85, e fortalecendo no campo simbólico os herdeiros de D.João.

Que por meio de um conjunto literário por vezes escrito por eles próprios como é o exemplo do LEAL CONSELHEIRO, escrito por D. Duarte, onde o monarca versa sobre pecados e virtudes, objetivando "educar" moralmente o grupo de secumdogênitos (nova nobreza) e apoiadores da Casa de Avis. Dentre esse volumoso número de documentos se insere também as Crônicas Lopeanas estas por sua vez encomendadas por D. Duarte e que circulavam entre a sociedade portuguesa do período, assim evidenciando uma tentativa da perpetuação dos acontecimentos ocorridos em Avis.

 

2 - Qual a relação do desenvolvimento da sua pesquisa desde de a graduação através do NEMHAM, como fator para sua aprovação no processo seletivo?

 

Marcos: Acredito ser fator preponderante a inserção em grupo de pesquisa como o NEMHAM. Tendo em vista que para além de se idealizar uma carreira acadêmica, tem-se as condições tais como uma rede de relações com pesquisadores de renome nacional e internacional, fatores necessários para concretizar tal projeto. 

 

3 - Conte um pouco da sua trajetória como membro do NEMHAM?

 

Marcos: Estou no NEMHAM desde 2012, e acredito ter feito parte de quase  todas suas fases, foi com a entrada no grupo eu e a maioria dos que também fazem parte do mesmo tivemos nossas primeiras experiências no mundo da pesquisa, com viagens, organização de eventos, participações em eventos nacionais e internacionais, publicações. Sendo assim o NEMHAM chave que nos fez abrir as portas para empreendimentos maiores. 

 

4 - Como foi o processo seletivo na sua perspectiva?

 

Marcos: O mestrado profissional da UEMA tem uma seleção muito criteriosa e com várias fases, entre processo de inscrição é resultado final são 6 etapas eliminatórias e classificatórias, no meu caso que resido a mais de 600 km de São Luís onde ocorre a seleção, foi um árduo processo, um misto de resistência física e psicológica. No entanto á seleção foi conduzida com lisura pela coordenação do programa e pelos professores da banca que passaram para os participantes da seleção a sensação de segurança necessária para que todas á etapas acontecessem.  

 

5 - Qual a importância da relação desenvolvida entre orientando e orientador neste processo?

 

Marcos: O sucesso depende que essa relação seja "harmoniosa", fui orientado, pela Profa. Dra. Adriana Zierer, sempre prestativa e atenciosa, auxiliado também pelo Prof. Me. Fabrício desde a monografia. 

 

6 -  Alguma dica aos futuros acadêmicos que concorrerão ao processo seletivo?

 

Marcos: A principal dica é ter foco na leitura da bibliografia indicada no edital, e a elaboração de discussões historiográficas onde sejam feitos diálogos entre os autores da referência do edital preparando-se para a prova escrita. E ter conhecimento integral do projeto, das hipóteses, objeto, teóricos, metodologia e referência, transparecendo segurança e viabilidade do projeto para a banca na fase de entrevista. 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes
Please reload

PARCERIAS

SOBRE O NÚCLEO

NEMHAM é um núcleo de pesquisas da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão