Daniela Lima Evangelista

A Representação da Bravura do Imperador Alexius Comneno com base no Livro Alexiad do Século XII

A pesquisa consiste em abordar A Construção da Imagem Heroica do Imperador Bizantino Alexius Comneno a partir da Narrativa Religiosa, valendo-se de base documental do livro de Anna Comneno, The Alexiad, do século XII, mais especificamente dos capítulos ''From Alexius' Youth to the Last Months of Botaniates' Reign'', “The Revolt of the Comneni” e “The Accession of Alexius and Interfamily Power Struggles”. 

Acontecimentos que ocorreram na região do Império Bizantino. O objetivo geral da pesquisa é compreender como a religião auxiliou na construção da imagem heroica do imperador reforçando sua legitimidade.

Eubre Pessoa Soares Junior

A mitologia japonesa: da origem do mundo à legitimidade do Império – Séc. VIII d. C. 

A base principal para esta pesquisa são dois documentos históricos do Japão, a saber: O Kojiki (Registro de Assuntos Antigos) e o Nihon Shoki ou Nihongi (Crônicas do Japão), ambos compilados por O no Yasumaro em 712 e 720 respectivamente. O recorte temporal localiza-se nas duas primeiras décadas do século VIII d. C. Este projeto objetiva analisar a parte inicial dos documentos, a partir do mito de surgimento do mundo, a deusa Amaterasu e o mito do primeiro imperador do Japão, demonstrando suas particularidades e influências para a consolidação do império.

Jaquelyne de Aquino Souza

Medeia e as transformações do pensamento político Ateniense no século V a.C.

A obra analisada na pesquisa é Medeia, apresentada em 431 a. C., ano de início da Guerra do Peloponeso, no concurso das Grandes Dionísias em Atenas. O século V a. C. é um período de transformações políticas e sociais, que foram intensificadas pelo contexto da guerra questionando o sistema de valores da polís. A pesquisa visa construir uma análise sobre a Medeia de Eurípides, identificando na obra os traços das mudanças políticas que aconteceram ao longo do século V a. C. em Atenas, pois a tragédia que se encena no espaço público faz com que o espetáculo tome a função pedagógica de explicar a conduta cívica para a sociedade.

José Adclyeêr Rodrigues de Sousa

O corpo do escravo na Grécia Arcaica: uma análise da obra “Os trabalhos e os dias” de Hesíodo.

A presente pesquisa tem por objetivo analisar as formas pelas quais o corpo dos escravos era compreendido na Grécia Arcaica. Utilizaremos como suporte documental a obra “Os trabalhos e os dias” de Hesíodo. 

Juciane dos Santos Mendes.

Exorcismo e taumaturgia: a construção da imagem milagrosa na Espanha medieval sob a narrativa de Gonzálo Berceo – Séc. XIII

Esta pesquisa avalia a utilização do fenômeno de exorcismo como instrumento construtor da taumaturgia espanhola a partir de relatos presentes nas obras de Gonzalo de Berceo, mais precisamente nos livros de milagres Vida de San Millàn De La Cogolla e Vida de San Domingo de Silos. Datados do século XIII, nesses documentos de caráter hagiográfico, o padre beneditino faz uso da narrativa de cura de possessão demoníaca para promover a imagem dos santos supramencionados e dos locais sacros, como mosteiros e túmulos.

Juliana Maria de Souza Xavier

 Isabel de Castela e Fernando del Pulgar: uma análise sobre a construção social do poder e autoridade da rainha na crônica do século XV 

A pesquisa está centrada na figura de Doña Isabel de Castela durante o período da Inquisição Espanhola. A documentação utilizada nesta pesquisa é a “Crónica de Los Señores Reyes Católicos Don Fernando y Doña Isabel”, escrita por Fernando del Pulgar no século XV (1482), na região de Castela. Um dos objetivos da pesquisa é compreender como a literatura de Fernando del Pulgar expõe a construção da imagem de Isabel, com enfoque no poder e na sua autoridade.

Leandro de Almeida Costa

A TRANSIÇÃO DO IMAGINÁRIO MÍTICO GREGO PARA O DISCURSO NARRATIVO HISTÓRICO: uma análise da mudança metodológica do aedos ao lógos através do livro de Clio e Euterpe da história de Heródoto

A pesquisa aborda conceitos teórico-metodológicos na aplicação da pesquisa em história, como o tratamento dos vestígios orais, a memória, o mito oracular, a dualidade herodotiana e a linguística poética da Grécia arcaica para a transição da escrita prosaica no período clássico. O documento utilizado para análise é a obra Histórias de Heródoto especificamente o livro I Clio e II Euterpe produzido entre 450 a 430 a.C., além da obra Odisseia de Homero do século VIII a. C.

Marcelo de Jesus da Silva.

 A dinâmica das relações sociais e o sistema de prestações totais no contexto das Saturnais na Roma Antiga – Séc. I d. C.

A investigação histórica sobre as Saturnais possibilita refletir sobre as relações sociais na Roma Antiga. Nesta pesquisa analisaremos a festividade da Saturnais a partir das reflexões de Marcel Mauss sobre o conceito de dádiva e o sistema de trocas classificado por ele como “sistema de prestações totais”. Para tanto, utilizaremos os documentos Xenia e Apophoreta, publicados entre 84 e 85 d. c pelo epigramista Marcus Valerius Martialis que descreve a troca de presentes e alimentos durante as Saturnais. 

Michelly Bianca Sousa Alencar

A MORTE NA ERA VIKING: entre o DISCURSO MITOLOGICO E o discurso HISTORIOGRÁFICO ISLANDÊS – sécs. VIII ao XII

A pesquisa tem como objetivo analisar como os nórdicos representavam a morte, durante a era viking (793-1066), tendo como parâmetro a mitologia, os ritos fúnebres e a historiografia produzida por esta sociedade. Utilizaremos como documentos, a Edda em prosa, Edda poética e a saga dos reis islandeses de Snorri Sturluson.

Raimundo Carvalho de Moura Filho

 Representações eremíticas e santidade no norte da Anglia: Godric de Finchale e os beneditinos de Durham nos séculos XI e XII

Professor efetivo de História na rede de educação básica de Imperatriz/MA. Mestre em História pelo Programa de Pó-Graduação em História da Faculdade de História da Universidade Federal de Goiás (2018-2020). Membro/pesquisador do Núcleo de Estudos Multidisciplinares de História Antiga e Medieval (NEMHAM-CNPq/UEMA) e do Laboratório de Estudos Medievais (LEME/UFG). Tem experiência na área de História Medieval, atuando principalmente nos seguintes temas: cultura, sociedade, política, santidade eremítica e história das emoções na Anglia. No mestrado, abordou as múltiplas e complexas relações entre os ideais de vida eremítica e cenobítica, entre os séculos XI e XII, a partir da hagiografia A Vida de São Godric.  Em suas pesquisas mais recentes têm se dedicado à história das emoções e à vida afetiva no medievo, com ênfase no ideal de amizade e de amor nos escritos do cisterciense Aelredo de Rievaulx (1110-1167 d.C), no norte da Anglia.

Samila Silva Mesquita

Do Nomadismo a Dinastia Wei: o estabelecimento do grupo nômade Xianbei no Norte da China no século V d. e. c. 

A pesquisa trata do fenômeno de aculturação do grupo nômade Xianbei, oriundo da Manchúria, após manterem contato com outros grupos étnicos ao norte da China, entre os séculos III e V d. e. c. O documento principal da pesquisa é “A Balada de Mulan” e um dos seus objetivos é discutir os obstáculos e as facilidades do grupo Xianbei para o estabelecimento da Dinastia Wei (386-534) em um território estrangeiro, bem como explorar as características do governo deste território. 

Wanessa kewry dos Santos Nascimento

O corpo feminino e o imaginário social: um estudo sobre a hagiografia de Tecla de Icônio – Séc. I e II d. C. 

Em sua pesquisa investiga a condição feminina na sociedade do antigo Império Romano do Oriente, especificamente em Icônio e Antioquia, na região da atual Turquia, por volta dos séculos I e II d.C. Para isso, faz uso do documento “Atos de Paulo e Tecla”, que se encontra incluso nos “Atos de Paulo”. A pesquisa tem como um de seus objetivos compreender a formação do imaginário social acerca do corpo da mulher a partir da hagiografia de Tecla.

 

PESQUISADORES

Desenvolvido por WEKSLLEY SANTOS MACHADO

© NEMHAM - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
PROIBIDO SUA REPRODUÇÃO TOTAL OU PARCIAL.

Siga-nos nas redes sociais!

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle